Luiz Jeha

Minas Gerais: quem te conhece não esquece jamais. E nada melhor do que a capital para representar verdadeiramente um estado brasileiro. Belo Horizonte, carinhosamente apelidada de BH, é considerada um destino tendência e possui muitas opções de turismo a serem exploradas. Se você quer ter algumas ideias do que fazer em Belo Horizonte e região, fique com a gente.

Com essa leitura, você vai poder criar um roteiro caprichado para aproveitar BH da melhor forma possível. Confira o que você vai ver a seguir:

 

 

O que fazer em Belo Horizonte?

Melhores pontos turísticos em BH

1. Mercado Central

A cultura mineira exala sabores, aromas e crenças de todas as formas. E tudo isso pode ser encontrado no Mercado Central de Belo Horizonte. Listado como um dos melhores mercados públicos do Brasil, esse é um ponto turístico imperdível na capital mineira, com sua culinária típica e muito amor pela regionalidade.

Se você quer comer e beber bem, o Mercado Central é a atração certa para você! Entre as comidas típicas mineiras, você pode aproveitar o passeio até o local para experimentar algumas iguarias:

  • fígado acebolado com jiló;
  • todos os tipos de queijo;
  • pão de queijo;
  • feijão tropeiro;
  • broa de fubá;
  • torresmo;
  • barriga de porco.

E o melhor: o Mercado de BH funciona todos os dias, de segunda a sábado, das 8h às 18h, e domingos e feriados, das 8h às 13h. A atração fica localizada no Centro da capital mineira.

2. Praça do Papa

O ponto mais alto da capital mineira fica localizado na Praça do Papa, que recebeu esse nome após a visita do papa João Paulo II à cidade. O local possui uma bela e panorâmica vista de Belo Horizonte.

A partir da visita do pontífice, a Praça do Papa se tornou um local importante para religiosos e fiéis, assim como shows e apresentações culturais. Nos dias mais ensolarados, o local garante ainda um belíssimo pôr do sol. Vale a pena conhecer!

A Praça do Papa fica localizada no bairro Mangabeiras, na região centro-sul de Belo Horizonte.

3. Igreja da Pampulha

Nos arredores da Lagoa da Pampulha, que possui 18 quilômetros de extensão, podem ser encontradas diversas atrações, entre elas a Igreja São Francisco de Assis ou Igreja da Pampulha.

Ela é considerada um marco na história da arquitetura brasileira por ser o primeiro trabalho de expressão do arquiteto Oscar Niemeyer e seu projeto contou ainda com dois grandes nomes da arte: Cândido Portinari e Roberto Burle Marx.

Recentemente o Conjunto da Pampulha foi reconhecido como patrimônio mundial da humanidade pela pela Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco).

Visite o bairro da Pampulha para conhecer esse ponto turístico.

4. Praça da Liberdade

Conjunto arquitetônico composto de belos jardins e edifícios, a Praça da Liberdade foi construída originalmente com a proposta de ser palco dos acontecimentos políticos do estado. Hoje, a praça é um grande complexo cultural, com museus e exposições acontecendo durante todo o ano.

Além da parte cultural, a Praça da Liberdade também possui uma extensa área verde, ótima para esportes e atividades de lazer. A praça fica localizada no bairro Funcionários.

5. Palácio das Artes

Componente da Fundação Clóvis Salgado, o Palácio das Artes possui uma área de 18 mil m² e é o maior centro cultural de Minas Gerais. É no Palácio das Artes que fica a sede da Orquestra Sinfônica e do Coral Lírico do estado e da Companhia de Dança do Palácio das Artes.

Você pode verificar a programação do local clicando aqui. O Palácio das Artes fica localizado na região central de BH.

6. Mineirão

Carinhosamente apelidado como Gigante da Pampulha, o Mineirão é o principal estádio de futebol do estado. Nele, os tradicionais times Cruzeiro e Atlético Mineiro mandam suas partidas em competições estaduais, nacionais e internacionais.O estádio também recebe jogos da seleção brasileira e eventos artísticos durante todo o ano.

É possível fazer visitas guiadas para conhecer os bastidores do Mineirão e as áreas restritas à presença de jogadores e imprensa nos dias das partidas. Acesse o site oficial do Mineirão para realizar o agendamento.

 

Parques de Belo Horizonte

7. Parque e Mirante das Mangabeiras

Projetado pelo famoso paisagista Roberto Burle Marx, o Parque das Mangabeiras possui 2.350.000 m² de área totalmente cercada e decretada como local de preservação.

Um local de lazer e esportes, o Parque das Mangabeiras recebe cerca de 15 mil pessoas por mês, que podem organizar suas visitas através de três roteiros: Roteiro da Mata, Roteiro do Sol e Roteiro das Águas.

No local, ainda é possível encontrar o Mirante das Mangabeiras, onde é possível ter acesso a uma belíssima paisagem e vista panorâmica da capital mineira. Uma ótima opção de passeio para famílias que têm crianças e/ou pets em casa.

8. Parque da Pampulha

Também conhecido como Parque Ecológico da Francisco Lins do Rego, o Parque da Pampulha possui 30 hectares de área verde e é uma excelente opção para caminhadas, andar de bicicleta, prática de slackline, soltar pipa, fazer piquenique e outras atividades ao ar livre.

9. Parque da Serra do Curral

Possível de ser visto do alto da Praça do Papa, o Parque da Serra do Curral é uma área de aproximadamente 400 mil m² com amplo contato com a natureza. O local possui 10 mirantes distribuídos em um espaço situado em uma região de transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado. 

O Parque da Serra do Curral fica localizado no bairro Mangabeiras e funciona de terça a domingo, das 8h às 16h. Nos feriados, o horário de funcionamento pode ser diferente. Antes de ir, vale conferir!

 

Museus de Belo Horizonte

10. Museu das Minas e do Metal

O Museu das Minas e do Metal é uma das maiores instituições culturais do país. Trata-se de um museu lúdico e interativo que apresenta a história da mineração e metalurgia. Com entrada sempre gratuita, o museu possui 20 áreas com exposições permanentes e itinerantes.

Se quiser conferir, o museu fica localizado na Praça da Liberdade e funciona de terça a sábado, das 11h às 18h (com exceção de quinta-feira, que funciona até às 21h).  Nos feriados, os horários podem ser diferentes.

11. Pampulha Território Museus

Realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte em parceria com o Instituto Periférico, o Pampulha Território Museus incorpora três museus presentes na orla da Lagoa da Pampulha: o Museu de Arte da Pampulha (MAP), a Casa do Baile e a Casa Kubitschek. Essa iniciativa propõe atividades voltadas para arte, design, arquitetura, urbanismo e paisagismo.

12. Museu de Artes & Ofícios

Com um raro e valioso acervo de 2.200 peças, o Museu de Artes e Ofícios (MAO) é um espaço cultural dedicado ao universo do trabalho, das artes e dos ofícios do período pré-industrial brasileiro.

Localizado no Centro de BH, o MAO é considerado um dos maiores empreendimentos culturais do estado e ocupa dois prédios históricos da Estação Central e Estação Oeste de Minas, onde funciona a principal estação do metrô da cidade.

Seu horário de funcionamento é de terça a sexta, das 11h às 16h, e aos sábados das 9h às 17h. Lembrando que, nos feriados, esse funcionamento pode ser diferente. A entrada é gratuita!

13. Museu de Ciências Naturais

O Museu de Ciências Naturais PUC Minas abriga um grande acervo de zoologia e algumas de suas coleções são destaques em toda a América do Sul. A coleção da paleontologia, por exemplo, possui 60 mil peças.

O museu possui, ainda, 17.000 exemplares de espécies entre plantas, animais invertebrados e vertebrados, além de réplicas de grandes dinossauros.

O museu fica localizado no bairro Coração Eucarístico e funciona de terça a sábado, das 9h às 17h, sendo que – nos feriados – esse funcionamento pode ser diferente.

14. Inhotim

Apesar de não estar localizado precisamente em Belo Horizonte, o Instituto Inhotim, localizado na cidade de Brumadinho (a cerca de 50 km da capital), é um museu de arte contemporânea e Jardim Botânico de tirar o fôlego.

Um dos maiores museus a céu aberto do mundo, o Inhotim possui localização privilegiada – entre a Mata Atlântica e o Cerrado – é uma mescla de cultura, arte e natureza.

São cerca de 700 obras de artistas de quase 40 países exibidas ao ar livre. Para visitar, você precisa se programar de quarta a sexta, das 9h30 às 16h30, e nos finais de semana e feriados, das 9h30 às 17h30. 

O que fazer em Belo Horizonte à noite?

Belo Horizonte é também conhecida como a capital mundial dos bares. E, segundo uma reportagem do O Tempo, esses são os bairros mais boêmios da capital mineira:

 

Nessas regiões você, com certeza, vai encontrar estabelecimentos interessantes para o seu gosto pessoal.

Caso bares e botecos ainda não sejam o que você está buscando para curtir a noite belorizontina, a BH Brokers preparou um guia com os melhores restaurantes de BH que vale muito a pena conferir!

Comida di Buteco

Noventa botecos de Belo Horizonte estão participando da edição deste ano do Comida di Buteco, uma iniciativa que surgiu em 2000 com o objetivo de resgatar a cultura dos botecos autênticos.

Veja os estabelecimentos que estão participando do Comida di Buteco em BH em 2022 

O que fazer em Belo Horizonte no fim de semana? 

Alguns parques e museus já são ótimos lugares para passeios aos finais de semana. Mas Belo Horizonte possui uma infinidade de outras opções, como:

  • Parque Guanabara: o parque de diversões mais tradicional do estado;
  • Feira Hippie: feira dos mais variados artesanatos localizada na Av. Afonso Pena;
  • Zoobotânica de BH: composta pelo Zoológico e Jardim Botânico, com muitas espécies de plantas e animais para a criançada.

O que fazer em Belo Horizonte com chuva?

O período mais quente é também o que tem mais possibilidade de chuvas em BH, entre os meses de outubro e março, principalmente. Caso você opte por viajar até a capital mineira nessa época, os passeios mais indicados são o Mercado Central, os museus, as igrejas, os shoppings e os excelentes restaurantes que Belo Horizonte possui.

Não se preocupe. Mesmo com chuvas, BH é um destino incrível para visitar!

Quer morar em BH?

Depois dessas dicas, ficou difícil não se encantar com Belo Horizonte, não é? Então, por que não vem para ficar? Com a BH Brokers, você encontra imóveis de alto padrão e de luxo nas melhores regiões da capital mineira.

Com nossa consultoria especializada, você vai encontrar o imóvel perfeito e com as melhores condições de pagamento, para fechar o negócio ideal. Portanto, não espere mais! Encontre a moradia dos seus sonhos com a BH Brokers. Fale conosco!

Leia também: Belo Horizonte é uma das melhores cidades para investir em imóveis

 

Luiz Jeha

Luiz Gustavo de Araujo Jeha é diretor administrativo da BH Brokers desde sua fundação em setembro de 2014. É formado em Administração de Empresas pela UNA. Corretor de imóveis desde 2009, é especializado no mercado de alto padrão. CRECI MG F0019452.