BH Brokers

Há anos os consumidores têm ressignificado seu conceito de lar, cada vez mais preocupados com o seu bem-estar e, também, com o meio ambiente. Por isso, o mercado imobiliário de luxo está passando por uma intensificação de mudanças que antes eram quase imperceptíveis. 

O desenvolvimento das cidades têm nos deixado cada vez mais afastados da natureza e o setor de construção civil percebeu a necessidade de áreas verdes e a preocupação em preservar o meio ambiente. Por isso, a sustentabilidade se tornou um novo pilar para o mercado imobiliário de luxo no Brasil e no mundo.

Portanto, as pessoas estão dispostas a investirem no seu conforto e na sustentabilidade, que impacta diretamente em sua qualidade de vida dentro das cidades. Então, reunimos quais foram as principais mudanças no mercado imobiliário de luxo pra você entender quais são as perspectivas para um futuro.

Leia também: 5 tendências no mercado imobiliário pós-pandemia

O antigo conceito de luxo no mercado imobiliário

Antes, os imóveis e empreendimentos eram classificados como de alto padrão ou luxo de acordo com sua metragem, decoração e materiais utilizados para acabamento, assinados por arquitetos renomados. 

Para lazer, as tendências de áreas comuns eram: sauna, piscinas, academia, quadras de esporte, brinquedoteca e cinema, por exemplo. E no caso dos imóveis, as características principais para manter o conforto dos moradores eram: ambientes grandes, bem divididos e com isolamento acústico

No entanto, tudo isso passou a ser facilmente replicado no decorrer dos anos. Com o tempo, diversos empreendimentos passaram a oferecer variadas áreas de lazer para seus condôminos. Você pode ter uma varanda gourmet à disposição, por exemplo, mas isso nem sempre quer dizer que você está em um condomínio de luxo.

Porém, o conceito de condomínio de luxo está além do que se vê: é preciso oferecer experiências para aproveitamento diário e estar alinhado às mais modernas tendências mundiais do setor. É onde entra a sustentabilidade e a importância em ser ambientalmente responsável.

O novo conceito para imóveis de luxo 

Também conhecido como pós-luxo, esse momento é caracterizado por alguns critérios, como exclusividade, conforto, singularidade, sustentabilidade e valor agregado. Atualmente, o mercado imobiliário de luxo precisa atender a essas exigências e entender que quem tem maior poder aquisitivo busca ter qualidade de vida, acima de tudo. 

Nesse sentido, as mudanças que aconteceram nesse setor agora englobam questões de saúde dos moradores: além de manter o isolamento acústico, construção de janelas grandes para iluminação natural e ventilação, ambientes integrados para todos os cômodos receberem o máximo desses benefícios, espaços para áreas verdes, seja em áreas comuns ou dentro do próprio imóvel.

No caso da estrutura dos condomínios de luxo, o planejamento envolve implementação de sistemas para reaproveitamento de recursos naturais, como água da chuva e captação de energia da luz solar. Isso além de utilizar lâmpadas de LED, que são as mais econômicas, para os ambientes comuns. Tudo em prol de promover mais sustentabilidade e, consequentemente, auxiliar na economia dos moradores. 

Praticidade além de lazer

Além do lazer, que é palavra de ordem no mercado imobiliário de luxo, a praticidade entra como item primordial e de primeira necessidade dos moradores. Dentre as tendências, o coworking ou espaço para home office viraram requisitos, principalmente com a mudança de regime de trabalho de muitas empresas, que passaram a atuar de forma remota após o decreto de isolamento social devido a pandemia do COVID-19. Estes espaços podem vir por meio de um cômodo extra ou com um espaço comum, com wifi e mobiliário de escritório.

Pocket markets também são presença garantida no mercado imobiliário de luxo. Instalados em espaços comuns dos condomínios, eles chegaram para tornar a vida mais fácil e fazer com que os moradores tenham à mão mercadorias para o dia a dia sem precisar sair de casa. 

Também fazem parte dos empreendimentos imobiliários de luxo as áreas esportivas, essenciais em momentos de pandemia. Com academias fechadas e necessidade de distanciamento social, praticar exercícios virou essencial até para quem não era adepto dos esportes. Academias, quadras poliesportivas, piscinas e pistas de corrida estão entre as preferências de quem busca uma opção de luxo para morar.

Empreendimentos sustentáveis em BH

Belo Horizonte é uma das capitais mais atentas às tendências do mercado imobiliário. Inclusive, a prefeitura de BH lançou a Lei Crédito Verde, pela qual perdoará dívidas de quem tem imóveis sustentáveis.

Além disso, hoje você tem à disposição empreendimentos de luxo que oferecem as mais diversas praticidades aos moradores. Confira abaixo uma opção para quem não abre mão de qualidade de vida na hora de comprar imóvel em BH.

Montpellier 

Para provar que a sustentabilidade é a palavra de ordem deste empreendimento, o Montpellier prevê o reaproveitamento de águas pluviais para uso nas áreas comuns, portaria eletrônica e iluminação em LED – muito mais econômica. Além disso, o espaço conta com apartamentos amplos, paisagismo frontal, abastecimento para carro elétrico e sistema completo de monitoramento.

Mesmo com as rápidas mudanças do mercado imobiliário de luxo, Belo Horizonte já tornou isso uma realidade possível para quem está buscando imóveis em BH. Na hora de fazer isso, você precisa contar com ajuda de profissionais experientes no setor.

A BH Brokers oferece uma equipe completa e tem tudo para ser uma imobiliária em Belo Horizonte que tem o melhor que o mercado imobiliário de luxo pode oferecer a você. Fale com um consultor e veja todas as opções que temos para você e sua família!

BH Brokers

Este artigo foi produzido pela BH Brokers. Gostou? Compartilhe suas sugestões e dicas, nossos consultores vão adorar conversar com você. Deixe seu comentário abaixo!